Terminologia

Usos e significados


Guia prático e préalable dos termos raciais


Em caráter de urgência, devido a série de idiotismos e barbarismos que tivemos contato nos últimos dias (clique AQUI e seja bem-vindo a Lixolândia), comentário sobre três termos entre os mais utilizados para designar pessoas étnico-racialmente.

"Las razas" no existen, ni biológicamente ni científicamente. Los hombres por su origen común, pertenecen al mismo repertorio genético. Las variciones que podemos constatar no son el resultado de genes diferentes. Si de "razas" se tratara, hay una sola "raza": la humana. "Las razas" biogenéticamente, no existen, pero el racismo sí, como ideología.


José Marín González, Doctor em Antropología da Universidade Paris 1 Panthéon- Sorbonne





Cada um desses termos e outros mais serão tema de matéria individual (como já vimos N*) em momento oportuno.


Preto




[caption id="attachment_651" align="alignleft" width="300" caption="Tais Araújo, atriz, brasileira, PRETA"] [/caption]

Pessoa da raça negra.

Designa africanos e descendentes. É o termo que se utiliza nos países lusófonos, com exceção a Angola que segue o modelo brasileiro. No dicionário de português de Portugal preto é descrito como termo pejorativo.

A palavra em si tem conotação neutra, ou seja, pode ser tanto positivo e demonstrativo quando pejorativo. No Brasil, apesar de constar como sinônimo de negro,  muitas vezes é considerado pejorativo quando na realidade é o termo mais adequado para indicar africanos e afrodescendentes.

Francês: noir
Inglês: black*
Espanhol: negro*

 


Negro




[caption id="attachment_655" align="alignleft" width="300" caption="Tais Araújo, atriz, brasileira, NEGRA"][/caption]

Negros são os pretos nascidos na América descendentes de escravos e escravos em geral. No Brasil é o termo mais popular e utilizado para designar afrodescendentes. De certa forma, a palavra representa origem comum, diferente do termo preto que está ligado, no subconsciente popular, à cor. À rigor, os pretos brasileiros são negros porque são descendentes de escravos e por isso mesmo muitos consideram o termo racista porque evoca diretamente à escravidão.

Podemos pensar a priori que  um brasileiro afrodescendente é negro, mas um africano preto, por não ser descendente de escravos. Porém  na língua corrente, negro e preto são sinônimos.

Francês: nègre termo fora de uso justamente porque remete a escravidão e não se ajusta a realidade dos afrodescendentes .


Inglês: negro mesmo caso do francês. A palavra foi rejeitada na época do movimento pelos Direitos Civis, justamente pela alusão a escravidão e hoje em dia é termo pejorativo
Espanhol: negro é o caso mais crítico da dialética palavra X representação. Nos países hispânicos negro não é somente pessoa preta, de origem africana, mas designa também o pobre, o segregado, o mais baixo da escala social, sem cultura, ignorante. É usado como adjetivo pejorativamente ("negro de mierda" mesmo que a pessoa seja branca). consequentemente designa populações de origem indígena não só pela pele escura mas por ser o pior do extrato social. Por outro lado, é também vocativo carinhoso, como a cantora Mercedes Sosa  que na Argentina tem o epíteto La Negra.


Mulato




[caption id="attachment_653" align="alignleft" width="200" caption="Tais Araújo, atriz, brasileira, MULATA"] [/caption]

Mulato é termo que designa os mestiços entre branco e negro. Historicamente o termo usado para qualificar animais e como o negro ainda é era tratado como mercadoria era também classificado dessa forma, sendo que quanto mais perto do branco, melhor.

No Brasil é sinonimo de mulher negra fácil bonita, voluptuosa, sensual. A dançarina símbolo do carnaval é um esteriótipo brasileiro. É   um dos eufemismos raciais para negra, uma forma de amenizar o fato (assim como morena, morocha, moreninha, mulatinha). O mulato que é um dos símbolos do Brasil miscigenado, é também um grande exemplo do racismo cordial à la brésilienne.

Francês: mulâtre tem origem no mulata do Português, ou seja, como se fora um produto, uma pessoa que é de origem branca, nobre e preta, escrava, inferior. É a clássica mistura de cavalo com mula. Lendo a definição de mulâtre me deu ainda mais vontade de esquecer essa palavra e partir pra outra.

Le terme mulato ou mulata est aussi utilisé en portugais pour désigner des métis mais au Brésil après 388 ans d’esclavage donc d’exploitation sexuelle des femmes noires,métisses et indiennes le terme de mulata est souvent synonyme de danseuse érotique de carnaval. Ces femmes sont parfois vues comme des femmes de milieu social pauvre et facile à séduire, toujours prêtes pour une relation sexuelle. (Afff ,é isso que você quer pra você?)

Inglês: mulatto pelo mesmo motivo dos outros idiomas, não pegou nos Estados Unidos, além da associação à escravidão. Os termos mais usados são várias da palavra mestiço como biracial, mixed. Dizem que o termo peca por ser amplo e não designar somente o mestiço de negro com branco, mas qualquer mistura racial. Mas cá entre nós, nada como um predicativo para salvar a história, basta dizer mestiço de branco com negro.

Espanhol: mulato os espanhóis que começaram com a idéia de categorizar pessoas como mercadoria. Então o mulato uma produto da cruza entre o branco e negro.


Obviamente que aqui no Efigenias a liberdade é ampla e respeitamos o direito de cada pessoa se designar da maneira que quiser. Só queremos remarcar a importância dos significados, usos e representações das palavras.


Na próxima edição:

POLÊMICA: Black é racismo ou afirmação?

Fique a seguir com o Bofe do Domingo.

Bom final de noite :)

ps.: e para aqueles que amam odiar, gritar e espernear, dêem crédito às horas infinitas sentada nas bibliotecas do mundo e navegando em sites mil. Na humildade.

5 comentários:

  1. Achei engraçado, colocar a foto da Tais "alisada" no tópico Mulato. Foi proposital?

    Ótimo post. Amo esse blog!

    ResponderExcluir
  2. Great blog it's not often that I comment but I felt you deserve it.

    ResponderExcluir
  3. You should take part in a contest for one of the best blogs on the web. I'll recommend this web site!

    ResponderExcluir
  4. [...] Sim, Tais Bianca Gama de Araújo, atriz brasileira é afrodescendente, mas lembre-se o artigo indefinido deve concordar com o substantivo, então no caso é uma afrodescendente [...]

    ResponderExcluir
  5. Meio atrasada, mas acho interessante comentar que a palavra negro tem acepções diferentes também dentro do Brasil. No RS, por ex, é utilizada em diversas músicas do cancioneiro regional para analtecer afrodescendentes gaúchos (ouçam as músicas: Romance na Tafona e Negro da gaita, têm poesia emocionantes). Além disso, morena e morocha não tem a ver com a raça negra, mas com mulher branca de cabelos pretos/castanhos, para diferenciar das loiras. Na Argentina: morocha (morena) e rúbia (loira). O termo morocha parece ser herança espanhola no RS. Hoje está se disseminando o adjetivo morena para quem tem cabelos pretos/castanhos, independentemente se a mulher é negra ou branca.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...